Escrever não

Traduzido do original em espanhol do livro de Eduardo Galeano, Espelhos.

Escrever não

Há uns cinco mil anos, o deus Thot viajou a Tebas e ofereceu a Thamus, rei do Egito, a arte de escrever. Explicou a ele os hieróglifos, e disse que a escrita era o melhor remédio para curar a má memória e a pouca sabedoria.

O rei rechaçou o presente:

– Memória? Sabedoria? Esse invento produzirá esquecimento. A sabedoria está na verdade, não em sua aparência. Não se pode recordar com memória alheia. Os homens registrarão, mas não se lembrarão. Repetirão, mas não viverão. Entrarão em contato com muitas coisas, mas não conhecerão nenhuma.