uma declaração de dependência

Estou confinado em um hotel que está duas quadras do Pentágono nos últimos dias e envolvido na imensa quantidade de blablabla proferido por essa gente. Das tantas, uma.

A pouco mais de um ano eu passei algumas semanas na Índia e lá uma semana com os monges Jain. Logo depois da curta peregrinação por um mundo diferente, sentei na sala de um amigo – ainda na Índia – e um livro “Path without Destination” pulou da prateleira. Era um livro de um ex-monge Jain que fez uma caminhada pela paz, do túmulo do Gandhi até Washington (aqui onde estou neste momento!). O nome dele é Satish Kumar.

Conheci esse homem essa semana e contei minha experiência com os monges que ele tão bem descreve no livro. Também comprei um livro outro livro dele que tem a cara dos EUA, principalmente da capital federal: “You are therefore I am: A declaration of dependence”. Que título espetacular! :)

Em sua apresentação ele falou da capacidade humana de não fazer mal à natureza quando está dormindo e da nossa falta de sacralidade, mesmo em países cheios de religiosidade. Recomendou a todos: “sleep and bake bread”. Claro que ele teve que fazer o pedido ao Bush e ao Blair que dormissem mais… :) Ótimo!

Para quem lê: escreva na sua mente a sua própria declaração de dependência!